segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Daqui de Jerusalem

Amigos do blog
  Dei algumas entrevistas hoje e transcrevo uma delas pra voces irem acompanhando.
Entrevista ao jornal “Agora São Paulo”


Oi, Tathiana

Desculpe a demora mas ando muito enrolado aqui mesmo

Nem tive tempo de apreciar muito a cidade pois parte da orquestra que acompanhará o RC aqui em Jerusalem é Israelense e hoje passei grande parte do dia ensaiando os músicos que são de Tel Aviv distante uma hora daqui. São grande músicos , muitos deles de origem russa e tem sido um prazer ensaiar com eles. Tendo chegado ontem ao Israel e não estive com o RC nos passeios e gravações de externas feitos por ele. Hoje fui muito cedo , pela manhã dar uma volta pela “Cidade Velha” , provavelmente o principal ponto de interesse da cidade de Jerusalem. Pretendo após o show , na quinta feira, dar uma de turista, coisa que ainda não foi possível.

O Roberto deverá sim cantar em 5 idiomas. A música “Jerusalem de Ouro” com versão em português do Salomão Schwartzman, grande amigo do RC aí de São Paulo , deverá ser cantada com dois versos em português e dois versos em Hebraico. Assim foi durante os 15 dias de ensaio que tivemos no Rio de Janeiro. Amanhã, quarta, teremos o ensaio geral e posso adiantar que depois de 33 anos dirigindo a parte musical do Roberto , muita coisa pode mudar em questão de repertório. Temos cerca de 30 músicas ensaiadas para esse show e somente 18 ou 19 serão apresentadas como já é costume nos shows.

Roberto cantará em Italiano a “Ave Maria” de Schubert...a mesma que apresentamos quando o Roberto cantou junto com Luciano Pavarotti.

Cantará uma música em inglês, provavelmente uma das muitas que já apresentou ao longo da carreira em shows variados. Estamos escolhendo uma outra música pra que ele possa cantar cada verso em um idioma(português, espanhol, italiano, inglês e hebraico). Certamente cantará uma ou duas músicas inteiras em espanhol , já que sempre fez sucesso em paises dessa língua e trata-se de um show com repercussão internacional.

A maior dificuldade na produção desse show, na minha opinião, é a distancia geográfica e de costumes entre Brasil e Israel mas a nossa experiência de tantos anos tem sido importante pra que tudo saia da melhor forma possível. Contamos com um empresário competente, uma equipe técnica brilhante e músicos experientes pra isso. Eu mesmo, estou completando 2.600 shows com o Roberto, muitos deles realizados fora do Brasil.

Roberto também deverá cantar alguma música típica que faça lembrar o Brasil entre a platéia estrangeira. Talvez uma “Aquarela do Brasil “ ou outra do gênero.

Até agora não ouvi ninguém reclamar de comida aqui. Quanto ao idioma, é complicado. Confesso que hoje eu devo ter falado alguma palavra em “russo” com os músicos que na sua maioria falam inglês apesar de quase todos com origem russa...mas a linguagem musical é única e me senti emocionado quando ao final do ensaio recebi uma salva de palmas e algumas palavras em “russo” que espero muito que tenham sido elogiosas...por via das dúvidas não pedi a eles para que as traduzissem para o inglês...Deus é grande!

Lá pela quinta música, eu ensaiei com eles “Eu sei que vou te amar” de Tom e Vinicius e muitos cantavam com perfeição a melodia enquanto tocavam . Fiquei emocionado e orgulhoso por ter nascido na terra de Tom e Vinicius



Abraços

Eduardo Lages


A postagem acima foi em resposta às perguntas formuladas pela jornalista do grupo "Folha" de SP



 
e para meus amigos do blog proponho uma brincadeirinha.
 
o primeiro que acertar qual música o RC vai cantar em 5 idiomas eu ponho o nome bem em evidência na proxima postagem
 
Shalom
 
   Eduardo