domingo, 18 de abril de 2010

Dona Laura

Ela me chamava de "meu filhinho" e de "menino maestro". Sempre me deu força nas horas difíceis quando estávamos a beira do stress no relacionamento profissional. Ela dizia: "meu filhinho, cuida do seu irmão" . Ficava sempre nos shows sentada no fundo do palco e por eu estar de costas pra plateia ficávamos de frente um para o outro e passávamos boa parte dos shows dando tchauzinho e mandando beijinhos.
Mais uma mãe que se vai. Saudade da minha
Vamos em frente
Abraço a todos voces do blog
Eduardo