sábado, 29 de maio de 2010

Adiado o show na cidade de Guatemala

Foi adiado o show nessa cidade. Motivo : Vulcão em erupção na Guatemala faz com que vôos sejam suspensos.
Aqui na California, ótimos shows e só alegria.
Abraço a todos
Eduardo

domingo, 23 de maio de 2010

..e Cachoeiro de Itaperim invadiu e conquistou Chicago e Toronto

Sob o comando do General RC, nossas tropas invadiram e conquistaram essas duas cidades. Um arraso total. Valeu o descanso da tropa. Acompanhando o nosso General,fizemos com que todos os presentes aos shows se rendessem. O Império RC segue aos poucos tomando conta do mundo.
Eduardo Lages

sábado, 22 de maio de 2010

Chicago


Foto do teatro onde nos apresentaremos hoje à noite, visto do meu quarto do hotel.
Amanhã, rumo a Totonto, Canada.
abraço a todos
Eduardo

terça-feira, 18 de maio de 2010

Shows de Houston e El Paso suspensos

Estamos em Houston, TX , todos muito bem mas os shows das cidades de Houston e El Paso foram suspensos temporàriamente por motivos que absolutamente não devem preocupar aos fãs. Brevemente volto a postar aqui com mais detalhes mas fiquem tranquilos, pois todos, RC e equipe estão muito bem.
Um abraço a todos

Eduardo

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Local do show em Zacatecas visto do palco horas antes do espetáculo


Ontem fizemos show em Zacatecas, capital do estado com o mesmo nome. A chegada na cidade, na segunda feira, foi uma surpresa pra todos pois apesar de ser bastante desconhecida, pelo menos pra mim, é uma preciosidade, provavelmente tombada pelo patrimônio público mexicano. É muito bonita e cito como exemplo a nossa Ouro Preto, mas melhor preservada e limpa. O hotel onde ficamos é exatamente em frente à praça onde nos apresentamos e os nossos camarins eram os nossos próprios quartos de hotel, tal a proximidade. Os quartos de frente do hotel estavam sendo alugados a peso de ouro pois tinham uma visão privilegiada do show. Mas tivemos muitas complicações.
Ao chegarmos ao hotel na véspera do show, nos deparamos com uma manifestação sindical trabalhista que aproveitava o “foco” do show do Roberto para reenvindicar providências do governo local com respeito a um caso acontecido na região há tempos atrás. Eles (os manifestantes) montaram uma barraca na praça, bem em frente onde estava sendo construído o palco, eu diria a uma distância de 15 metros, bem onde ficam as cadeiras mais próximas e caras. Houve uma longa negociação entre a polícia e os manifestantes para que o show pudesse ser realizado pois naquelas condições seria impossível.. Duas horas antes do início do espetáculo houve um acordo mas a barraca ficou desarmada no mesmo local , coberta com um toldo quase ao nível do chão. Como se não bastasse , caiu uma chuva pesada uma hora antes do show(ao ar livre). Bem , começou o show, Roberto mesmo com a contratura muscular surgida na capital, México DF, dando um banho de carinho e talento , justificou o fato de cantar algumas canções sentado no banquinho, recebendo um caloroso aplauso pelo profissionalismo de estar ali , com dores, abraçando com sua voz aquelas milhares de pessoas que compareceram ao evento. Não tenho idéia do número de pessoas, provavelmente toda a população da cidade pois se tratava de um evento aberto ao público.
Como se não bastasse , faltando 3 música para o final do show, o gerador de luz da cidade, que reforçava a energia para iluminação do show, parou de funcionar e terminamos o show com lanternas iluminando o nosso cantor.
Estamos indo agora à Guadalajara, velha conhecida nossa.

Bye bye Zacatecas , altitude 2.600mts ,umidade relativa do ar NENHUMA (haja nariz sangrando) uuuuuuuuuuuuufffffffffffaaaaaaaaaaaaaa !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Abraço a todos
Eduardo

domingo, 9 de maio de 2010

"ARRASO" no Mexico DF

O sucesso do Roberto aqui na capital do Mexico continua arrasador. Ontem,após o show, perguntei a ele se ele não era mexicano e aquela história de Cachoeiro de Itapemirim fosse apenas pra enganar a gente ...sempre achei e já disse isso por aqui ou em algumas entrevistas, que o prestígio e o sucesso dele aqui no Mexico se iguala ao daí do Brasil. Ele se sente em casa e ama o público daqui. Hoje vou dar uma ensaiadinha na música "Solamente una Vez" de Augustn Lara, un mexicano famoso, falecido há uns 40 anos que segue sendo uma referência do país. Foi um pedido do próprio Roberto. Me lembro que num dos últimos especias de fim de ano na Globo, Roberto cantou essa musica com Alcione. Só não sei se foi ao ar na época. Faz um bom tempo que ele não canta "Solamente una vez" em shows.
Hoje é dia das mães e quero parabenizar a todas. Penso aqui muito na minha querida mãe Stella que sempre se orgulhou de mim e foi quem mais me incentivou. Hoje vou dedicar minha participação no show a minha "Lady Stella".
Abraço a todos voces aí no Brasil, Portugal ou onde estejam. Saibam que por aqui tudo está muito bem, graças a Deus.
Eduardo

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Em Puebla (Mexico)


Roberto Carlos recebeu ontem o maior aplauso que eu já havia visto nesses 31 anos.
Ao final da canção "Lady Laura" , o público o aplaudiu por 3 minutos, o que não é comum em se tratando de música popular. É uma emoção diferente. Talvez seja inédito isso, nunca ouvi falar .
Abraço a todos
Eduardo Lages

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Em Lima, Peru


Fomos recebidos com muito carinho e admiração no Peru. Os peruanos nos cercaram de gentilezas desde a chegada no aeroporto até o final do show. Com certeza voltaremos breve aqui pois as 14.000 pessoas presentes nos emocionaram com os aplausos.
É muito bom sermos tratados assim fora do nosso país.
A foto foi tirada atrás do palco onde sempre nos reunimos momentos antes dos shows.
Da direita para a esquerda : Genival(diretor técnico),eu, Andre Collin(monitores de palco), Cassol(operador dos computadores que controlam o telepronto com as letras das músicas) e o caçula do grupo, Tiago(iluminador de extremo bom gosto) ha dois anos trabalhando com a gente.
Daqui a pouco rumo ao Mexico

abraço a todos

Eduardo

sábado, 1 de maio de 2010

Com Wanderley(pianista)


Logo o Wanderleyzinho estará de volta com o seu jeito irreverente e aquele piano maravilhoso. Ele está muito bem e já poderia até viajar nessa próxima etapa mas por problemas de documentação de vistos de trabalho nos países em que atuaremos não foi possível a inclusão dele. Todos sentem a sua falta. O show do RC não é o mesmo sem o cara e afinal de contas, preciso renovar o meu repertório de piadas fornecidas por "Banderê" (assim eu chamo ele).
Abraço a todos
Eduardo