sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Voces ajudam muito

Me impressiona como algumas músicas sugeridas pelos amigos frequentadores do blog coincidem com as minhas músicas preferidas.Gravar uma Bachiana de Villa Lobos é um desafio que me provoca já há algum tempo.
Everaldo mostra um tremendo bom gosto ao sugerir todas aquelas canções mas me seduzem verdadeiramente "Confissão" que não é nenhum clássico representativo de um país mas habita um grande espaço no meu coração, " Aquarela do Brasil"," El dia que me quieras" , "Champagne" que se eu gravar musicas italianas , certamente estará no CD.
O Vinicius, como sempre, com o seu grande conhecimento musical, sempre com comentários inteligentes.
A Cris fala em "Mandy" --Barry Manillow. Outro dia, num vôo da ponte aérea Rio/SP, vim sentado ao lado de um amigo "gente muito boa", Jerry Adriani, que passou a maior parte do vôo tentando me convencer a gravar "Mandy". Eu gosto muito do Barry Manillow e tenho muitas dúvidas de qual musica gravaria do repertório dele. Minha preferida seria "Ready to take a chance again". É complicado, sempre tenho quer pensar no formato "instrumental" que às vêzes muda tudo, tirando a emoção que a musica apresenta quando "cantada". Barry Manillow é ótimo. Assistí um show dele.
Ao amigo Derbson Frota, agradeço a sugestão de "Roberta"...muito linda essa musica.
Ao amigo Armindo peço ajuda pois até agora , a unica musica portuguesa escolhida seria uma que começa com "Fui Bailar..no meu Batel" ...alguma coisa assim que não lembro a letra mas a melodia me faz chorar pois lembro de meu pai tocando isso no piano.É linda essa musica.
Bem, por enquanto vou ficando por aqui mas provavelmente na próxima semana, tomarei uma decisão junto com a Som Livre se gravo em 2008 um CD ou um DVD... ou os dois...rsrs.
Abraço a voces e muito obrigado

Eduardo

19 comentários:

Conceição disse...

Olá Maestro...Fico tão feliz ao ver que você nos abriu este espaço, e tem nos dado a oportunidade de participar um pouquinho de seu trabalho.E o que é melhor, você está gostando das sugestões...É temos muito bom gosto mesmo,tanto que somos seus fãs, rsrsrsrsrs
Tem uma música que eu acho linda, emocionante que é Corazón Partío, quem canta é o Alejandro Sanz.
Também gosto muito de música francesa, tem umas lindas interpretadas por Edith Piaff, Charles Aznavour...Tais como
La vie en rose, non, Je ne regrette rien, Hymne à l`amour, She,La bohéme, Que c`est triste Venise.
E das que você compôs uma das mais lindas é mesmo Confissão, sem palavras para descrever o quanto é linda!!!Mexe muito com meu coração também!Às vezes penso, merece também estar em sua lista.
Agora quanto a gravar CD ou DVD, faça o seguinte: Grave os dois,nós agradeceremos, rsrsrsrs
Sucesso e felicidades!!!
Beijos azuis

James disse...

Maestro,

Então aí vai minha sugestão: "Amigo" de Roberto e Erasmo, e "Asa Branca", do mestre lua Gonzagão. Ficariam lindas...

Abraços de seu fã
James Lima
www.flogao.com.br/rcbraga

Angélica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinícius Faustini disse...

Eduardo, antes de mais nada, quero dizer que fiquei muito emocionado pela forma como você se referiu a mim. Certamente, é um certificado de garantia e mais um grande incentivo para adquirir mais conhecimentos que os meus modestos sobre música.

Perdoe a intromissão sobre o que você pediu ao Armindo. Primeiramente, para dizer que os versos da canção portuguesa que você colocou são da "Canção do mar", gravada magistralmente por Dulce Pontes. E para também recomendar duas músicas interpretadas por um grupo lusitano chamado Madredeus: "O pastor" e "Haja o que houver".

Estas fontes de música portuguesa vêm de um motivo não tão nobre: são garimpagem de músicas presentes em trilhas de teledramaturgia brasileira. A gravada por Dulce Pontes fez parte das músicas da novela "As pupilas do Senhor Reitor", exibida no SBT entre 1994 e 1995. As gravadas pelo Madredeus, da minissérie da TV Globo "Os Maias", de 2001. Tenho um "fraco" por esta ligação da teledramaturgia com a música, mas, naturalmente, sei diferenciar trilhas boas das ruins, portanto, não precisa me dar descrédito... rs.

Aliás, vou recomendar para seu repertório duas músicas que Tom Jobim fez especialmente para a minissérie "O tempo e o vento" e que acho que merecem releituras. Uma delas é "Passarim", e a outra é "Um certo capitão Rodrigo". Mas, especialmente a primeira, dá um lindo arranjo que só Antônio Brasileiro conseguiria.

Bom, quanto às suas canções, eu queria sugerir uma coisa: você podia fazer leituras suas de músicas menos conhecidas (ao menos entre muitos de nós, que só conhecem mesmo canções que receberam gravação do Roberto). Pelos títulos que vi divulgados no Dicionário Cravo Albin de Música Brasileira, dois deles me chamaram atenção: "Canção de amor e paz" e "Razão da paz pra não cantar".

Coincidentemente, ambas têm a co-autoria de Alézio Barros. Você também poderia comentar deste seu parceiro para nós, claro, quando tiver algum tempo aqui.

Bem, Eduardo, espero que tudo corra bem na Som Livre e que em breve tenhamos boas novas. Mais uma vez obrigado pela atenção de sempre.

Abraços do curioso,
Vinícius Faustini

www.flogao.com.br/emocoesrc

Armindo Portuleiro disse...

Olá, Maestro!

Também eu, sempre que ouço essa música sempre me arrepio de emoção.

Trata-se da “Canção do Mar”, da autoria de Frederico de Brito e Ferrer Trindade. Foi cantada por Amália Rodrigues em 1955, no filme "Os Amantes do Tejo" sob o nome de Solidão. Dulce Pontes também cantou uma versão desta música no seu álbum "Lágrimas" de 1993.
Outras artistas internacionais também se renderam a esta música, cantando as suas próprias versões em outras línguas, tal como: Hélène Segara ("Élle, tu l'aimes", 2000, com o videoclipe filmado no Alentejo e com Ricardo Pereira), Chenoa ("Oye, Mar", 2002) e Sarah Brightman ("Harem", 2003).
No Brasil, foi usado como tema de abertura de uma adaptação do romance As Pupilas do Senhor Reitor, de Júlio Dinis, em telenovela. Interpretado por Dulce, este tema tornou-se um dos maiores êxitos da canção portuguesa de sempre (paradoxalmente nesta versão da "Canção do Mar" ouvem-se muito bem influências árabes), sendo provavelmente a canção portuguesa mais conhecida fora de Portugal, interpretada até hoje pelo mundo fora por vários artistas.
"A Canção do Mar" interpretada pela Dulce faz também parte da banda sonora do filme americano "As Duas Faces de um Crime" (título inglês - "Primal Fear"), no qual Richard Gere (que quis pessoalmente que esta música fosse incluída) contracena com Edward Norton.
A música é bastante conhecida, quer em Portugal, quer no estrangeiro, sendo uma das grandes canções do Fado.
Para completar a saga de tão bela música, só falta as mãos e a batuta do Mestre Maestro.
Abraços

Eis a letra:

Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo

Armindo Portuleiro disse...

Olá, Mestre!
Na sequência da “Canção do Mar”, uma música também portuguesa e não menos melodiosa e emocionante é “Povo que lavas no rio” com letra do poeta Pedro Homem de Mello, interpretada originalmente por Amália Rodrigues no género fado.
Interpretado como sendo um fado, tornou-se no ex-libris do fado, em Portugal, e a música que mais reconhece a intérprete original. Com o avançar dos tempos, e ainda antes do falecimento de Amália, surgem novas versões como a de António Variações e depois a de Dulce Pontes. Em 2004, a canção integra o alinhamento do DVD Live in London de Mariza, que alcança a platina em Portugal.
Em 2007, integra a banda sonora do início da novela Duas Caras, da TV Globo, tema de Sérgio Viotti, cujo personagem se suicidou ao som desta música.
Abraços
Eis a letra:
Povo que lavas no rio
E talhas com o teu machado
As tábuas do meu caixão.
Pode haver quem te defenda
Quem compre o teu chão sagrado
Mas a tua vida não.

Fui ter à mesa redonda
Bebi em malga que me esconde
O beijo de mão em mão.
Era o vinho que me deste
A água pura, puro agreste
Mas a tua vida não.

Aromas de luz e de lama
Dormi com eles na cama
Tive a mesma condição.
Povo, povo, eu te pertenço
Deste-me alturas de incenso,
Mas a tua vida não.

Povo que lavas no rio
E talhas com o teu machado
As tábuas do meu caixão.
Pode haver quem te defenda
Quem compre o teu chão sagrado
Mas a tua vida não.

Armindo Portuleiro disse...

Caro Mestre:

"O pastor" e "Haja o que houver" dos Madredeus, aqui muito bem lembrados pelo Vinicius Faustino (o tal que diz que não tem moral nem é de morais eheheheh), são, também, dois temas musicais portugueses dignos de nota.

Outros haverão, certamente, que de repente não lembro mas que, quando tal acontecer, virei aqui novamente.

Abraços

Armindo Portuleiro disse...

Caro Mestre:

"O pastor" e "Haja o que houver" dos Madredeus, aqui muito bem lembrados pelo Vinicius (o tal que diz que não tem moral nem é de morais eheheheh), são, também, dois temas musicais portugueses dignos de nota.

Outros haverão, certamente, que de repente não lembro mas que, quando tal acontecer, virei aqui novamente.

Abraços

ELiana disse...

Olá Maestro Eduardo...
O seu DVD enche de alegria a nossa alma, é lindo!
Ja que o espaço para sugestões de músicas nos foi aberto, a minha indicação é para: Por una cabeza e Reve Rouge.

Helô disse...

Olá Eduardo,tudo bem?Estou lhe escrevendo e ouvindo o teu CD "Emoções".Vou ousar a dar minha sugestão para seu novo CD,embora você mais uma vez já deve ter a sua seleção que sem dúvida mais uma vez será maravilhosa.Mas,mesmo assim acho que "Canzone per Te" e,"Eu te amo tanto"ficariam lindíssimas.Obrigada por aceitar nossas opiniões.Abraços...Helô Luizari

Conceição disse...

Vinicius o Maestro tem razão...Você é bom mesmo!!!
Amigo achei excelente a sua sugestão, o Grupo Madredeus é fantástico e estas duas músicas são divinas. "O Pastor" ficaria lindíssima(mais ainda) com os arranjos do Eduardo Lages!
Aprovado, por mim pelo menos, rsrsrs
Beijos azuis

Everaldo Farias disse...

Eduardo, obrigado pela referência que você fez a mim e a meus amigos! Acho legal a idéia de você gravar fados, sobretudo porque alguns não são tão divulgados e até conhecidos! E, em diversas gravações suas, conhecemos e aprendemos a amar tal canção! Por exemplo, comigo aconteceu com a canção My cherie amor! Eu, simplesmente me apaixonei por essa canção que ainda não conhecia! A idéia do Vinicius de você lançar canções suas desconhecidas nossas também é ótima! Uma vez, estava num show do Agnaldo Timóteo e ele cantou algo seu que eu não conhecia e ao final lhe deu os créditos! Agora, no quesito fados, você está no caminho certo: Armindo Guimarães! Outro dia, ouvi o disco do Roberto Leal cantando Roberto Carlos e ele transformou alguns sucessos do rei em fado, como Cavalgada! Ficou legal!
Aguardamos as novidades e muito obrigado mais uma vez pelas oportunidades!

Anônimo disse...

"Infelizmente pouco sei para dar sugestões... Mas sei que TUDO que vc. FAZ é bem feito."(tudo)
Que venha o próximo DVD.

Cris disse...

Querido Maestro,

fiquei muito feliz ao ver sua referência a minha sugestão sobre Barry Manilow. Eu especialmente adoro a musica de Barry e, não ficaria nem um pouco infeliz se vc escolhesse "Read to Take a Chance Again", pois também é uma música belíssima. Só não deixe o Barry Manilow de fora do seu Cd/DVD, porque tenho plena certeza de que a música dele "vestida" no seu arranjo musical vai ficar "supimpa"!!!
Seu trabalho é fantástico, Maestro. Obrigado por nos deixar participar deste "parto" que é a elaboração de um novo trabalho musical. Você é demais!!!
Abraços,
Cris

Cris disse...

Eduardo,

esqueci de te dizer que sugeri Barry Manilow porque a música dele me faz lembrar de tempos idos...
Mas tenho que acrescentar que a sua música nos faz avançar e crer num futuro melhor...

Abraços

Anônimo disse...

oi,eduardo lages...como foi de ferias com seus netos maravilhosos...envejo voce pois minhaq filha não quer me dar netos..........eduardo lages......por que voce não faz um cd so de fados portugueses...ja QUE NOSSOS IRMÃOS portugueses gostam tanto de voce!!!!!!!faz un reportorio de fados com teus arranjos mlindos........e que sera um sucesso lindso........bom retorno ao seu trbalho.........

Dean de Sena disse...

Eduardo,
Como fiquei feliz em ver seu comentário sobre a sua canção CONFISSÃO.
Com certeza é a sua composição mais linda(isso eu até comentei com você antes de você autografar os meus cds EMOÇÕES e CENÁRIO).
Isso me estimula ainda mais para continuar acompanhando o seu trabalho.

Um abraço!

Dean de Sena disse...

Eduardo,
Como fiquei feliz em ver seu comentário sobre a sua canção CONFISSÃO.
Com certeza é a sua composição mais linda(isso eu até comentei com você antes de você autografar os meus cds EMOÇÕES e CENÁRIO).
Aqui em Natal, quando dias antes combinamos via e-mail para nos encontrarmos nos bastidores do show.
Isso me estimula ainda mais para continuar acompanhando o seu trabalho.

Um abraço!

Anônimo disse...

Só pra ajudar:
Sugiro ao maestro que em seus trabalhos já poderiam ser incluídas as suas composições gravadas pelo rei Roberto Carlos.
Com certeza canções como:Confissão,Olhando Estrelas,Eu sempre vou amar você, e, com certeza, fariam grande sucesso além de mostrar ao seu público o seu trabalho como compositor.




Fica aqui a sugestão!

Um abraço
Dean de Sena